/ Cristianismo: Perguntas e respostas

Obrigado pela visita


Se você gostou do trabalho feito aqui ajude a divulgar, pois a necessidade de darmos conta da nossa fé hoje é mais urgente do que em outros tempos, visto que somos bombardeados por numerosas correntes filosóficas e religiosas contrárias à fé da Igreja Católica Apostólica Romana. Somos assim levados a procurar fortalecer cada vez mais a nossa crença católica por meio de um aprofundamento sobre o que ensina o Sagrado Magistério, a Sagrada Tradição e as Sagradas Escrituras.


Queira Deus abençoar este trabalho e a todos os nossos leitores.


Página inicial Índice Remissivo de Artigos Última página


Ocorreu um erro neste gadget

Traduza esta página

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aos Católicos do Brasil

O tempo urge!




Aproximam-se as eleições, através das quais indicaremos nossos governantes (o Presidente da República e os Governadores dos Estados) e nossos representantes para o Congresso Nacional (Senado e Câmara de Deputados).



Vivemos tempos dramáticos.



Entre tantos candidatos e candidatas, de forma democrática, apresentam-se aqueles e aquelas que se propõem a defender valores e pseudo-direitos que contrariam as tradições mais enraizadas do nosso povo, que aprendeu do Evangelho pregado pela Igreja o respeito à vida e às leis de Deus.



Princípios absolutamente contrários à nossa tradição de cristãos são apresentados como “direitos”: entre tantos outros, o direito de matar através do aborto, eufemisticamente chamado de “direito de interromper a gravidez”; o direito de ter reconhecida pela sociedade civil a união estável entre pessoas do mesmo sexo, e tantos mais.



Nós, católicos, constituímos a maioria da população brasileira. E como tal, temos um direito inalienável: o de manifestar nossa opinião contrária, através do voto democrático, a tudo aquilo que contrarie os valores e princípios fundamentais de nossa fé, bem como aqueles que se propõem a destruir as bases da sociedade, como por exemplo, a família.



Talvez, nunca como neste momento histórico, foi tão necessário unir a fé à vida, demonstrar a coerência de nossas opções políticas com a fé que ilumina nossa vida!



Vivemos tempos de confusão. Alguns partidos, com clareza meridiana, apresentam em seus programas princípios contrários à nossa fé. Portanto, coerentemente, seus candidatos e candidatas não podem receber nossos votos.



Outros partidos não são claros em relação a isto, e assim, será necessário saber, responsavelmente, o que pensam e propõem seus candidatos em relação a estes temas. Ou seja, há um trabalho árduo pela frente. Como católicos integrados à sociedade civil, somos responsáveis em escolher aqueles e aquelas que possam de verdade nos representar, seja apresentando e votando projetos de leis que expressem nossas opiniões e valores, seja governando nosso país e nossos estados com decência e dignidade, promovendo a vida em todos os seus aspectos.



Este trabalho árduo deve ser acompanhado muito especialmente, neste momento, pela nossa oração, suplicando ao Deus da Vida que nos ilumine em nossas escolhas.



Muito especialmente, confiemos à intercessão materna de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, o nosso País e seu destino. É hora de rezar pelo Brasil, para fazermos bem nossas escolhas. Deus nos abençoe a todos, e nos faça votar com responsabilidade e coerência.



Dom Antonio Carlos Rossi Keller



Bispo de Frederico Westphalen (RS)